Ligamos para você

Se preferir, ligue grátis para:0800 014 2001

Calcule seu risco de queda

24 / 07

50 anos da Noviça Rebelde

Nenhum filme será tão lembrado em 2015 como “A Noviça Rebelde”. Um dos maiores clássicos de todos os tempos do

Nenhum filme será tão lembrado em 2015 como “A Noviça Rebelde”. Um dos maiores clássicos de todos os tempos do cinema mundial completa 50 anos, e para comemorar há lançamento de cópias restauradas, DVDs especiais e exposições mundo afora. Em outubro, a atriz inglesa Julie Andrews, estrela da produção, completa 80 anos. ”Se alguém me dissesse, em 1965, que eu daria entrevista sobre o aniversário de 50 anos do filme eu acharia uma loucura”, disse a atriz à imprensa. Na edição deste ano da entrega do Oscar, a cantora Lady Gaga fez um pot-pourri das inesquecíveis músicas da trilha sonora e Julie subiu ao palco para receber a homenagem com um discurso emocionado.

50 anos da Noviça Rebelde

Após a estreia em 1965, o filme passou quatro anos e meio em cartaz nos Estados Unidos, desbancando …E o Vento Levou (1939) do posto de maior bilheteria de todos os tempos. A versão cinematográfica baseada na história verídica de amor durante a 2ª guerra mundial entre um capitão viúvo e a noviça contratada como governanta de seus sete filhos encantou o público em todo o mundo. A produção foi vencedora de cinco Oscar – melhor filme, diretor, montagem, som e trilha sonora, esta última uma das grandes responsáveis pelo sucesso avassalador da produção. O disco foi o mais vendido na Inglaterra em 1965, 1966 e 1968 e o segundo mais vendido de toda a década, em pleno auge dos Beatles, e passou quase dois anos no topo das paradas americanas.

Confira o trailer do filme feito para a 38ª edição do Oscar, em 1965 (em inglês):

Mas antes de virar filme, a história já havia sido roteirizada para a Broadway, em 1959, e filmada pelo alemão Wolfgang Liebeneiner, que dirigiu A Família Trapp (1956). A Noviça Rebelde é baseada no livro The Story of the Trapp Family Singers, no qual Maria von Trapp (interpretada por Julie Andrews) conta a história de sua família, obrigada a fugir da Áustria após a anexação do país pela Alemanha, em 1938, por conta da posição antinazista do patriarca Georg von Trapp, morto em 1947. Em dificuldades financeiras, a família começou a cantar em público para ganhar dinheiro, o que trouxe fama ao grupo. Mas, claro, nem tudo no filme é verídico, como a fuga a pé da família pela Suíça. Na verdade, eles foram até a estação de Salzburgo e pegaram um trem para a Itália. Foi um golpe de sorte, pois neste mesmo dia Hitler ordenou o fechamento das fronteiras da Áustria. Outra licença poética é para a casa dos von Trapp, que era grande, mas não como o palácio representado na tela.

50 anos da Noviça Rebelde

atriz Julia Andrews (esquerda) e a verdadeira Maria von Trapp

A terra natal de Mozart foi o cenário para grande parte das filmagens. A bela Salzburgo, situada próxima à fronteira alemã, no centro-oeste da Áustria, recebe anualmente milhares de turistas interessados não somente no grande compositor e no imponente centro histórico, considerado Patrimônio Mundial pela Unesco, mas também nas locações do filme. O tour geralmente começa nos jardins do Palácio Mirabell, no qual Fraulein Maria e as crianças von Trapp cantam “Do Ré Mi” entre as estátuas. Na Praça Residência, no centro antigo da cidade, os imponentes cavalos na fonte foram cenário para a canção “I Have Confidence in Me”, interpretada por Maria na cena em que salta do ônibus e segue para a casa da família. Há inúmeros outros cenários em Salzburgo, como o Palácio Hellbrunn.

50 anos da Noviça Rebelde

Palácio Mirabell

Como todo bom clássico, a Noviça Rebelde deve ainda ter vida longa no imaginário popular, rever o filme é sempre uma boa pedida para levantar o astral. Diversão e encantamento garantidos!

Conheça algumas curiosidades sobre o filme e a família von Trapp:

- Em fevereiro de 2014, a última remanescente da família von Trapp, Maria Franziska, faleceu aos 99 anos, nos EUA. Maria era a terceira dos sete filhos do barão Georg e no filme é a inspiração para a personagem Louisa – para a produção os nomes das crianças foram trocados.

– A verdadeira Maria von Trapp aparece em uma das cenas do filme.

– No livro no qual relata suas memórias, Maria assume que não estava apaixonada por Georg quando se casou com ele e que também não havia sido contratada para cuidar de todas as crianças, apenas da caçula, que estava doente.

– Segundo relato de Julie Andrews, no dia da gravação da cena do casamento não havia ninguém para realizar a cerimônia, pois a produção havia se esquecido de contratar um ator. Quem aparece realizando o casamento na igreja, então, era o verdadeiro bispo de Salzburgo.



Voltar para todas as notícias

Conheça nosso canal

Siga a Telehelp nessa rede social e veja os nossos vídeos e novidades que devem auxilia-lo a entender melhor nossos serviços.

Conheça Conheça

Perguntas frequentes

Ainda com dúvidas, aqui você pode esclarece-las com o nosso FAQ, tendo acesso às perguntas e respostas às dúvidas mais frequentes.

Leia Mais Leia Mais

Depoimento

Confira depoimentos e áudios reais de quem utiliza o serviço de teleassistência

Veja mais Veja mais