Ligamos para você

Se preferir, ligue grátis para:0800 014 2001

Calcule seu risco de queda

22 / 06

A cozinha reconquista seu glamour

Até pouco tempo atrás, no dia-a-dia doméstico cozinhar era tarefa delegada essencialmente às mulheres, que por anos

Até pouco tempo atrás, no dia-a-dia doméstico cozinhar era tarefa delegada essencialmente às mulheres, que por anos se ressentiram do trabalho definido como obrigatório. Já nas cozinhas profissionais, manejar panelas era atividade praticamente exclusiva aos homens, valorizados na profissão. Hoje, em muitos países, como no Brasil, este cenário é diferente. A cozinha tornou-se democrática e está na moda. Cozinhar virou hobby, um prazer compartilhado por homens e mulheres. Ironicamente, lidar com fogão, panelas e utensílios também é visto hoje como uma atividade excelente para relaxar e cultivar amigos.

A cozinha reconquista seu glamour

Quer uma prova que cozinhar é a grande tendência do momento? Basta ligar a televisão. Em grande parte dos canais a cabo os programas de culinária reinam absolutos. Sempre nos horários nobres, há para todos os gostos, desde os que ensinam o bê-á-bá para aqueles que têm pouco conhecimento, aos que apostam em resgatar receitas tradicionais das famílias brasileiras, até técnicas da chamada cozinha alternativa, com pratos que focam na funcionalidade dos alimentos. Nos canais abertos eles também estão presentes, com programas de diversos formatos. Recentemente, comandado pela prestigiada jornalista Ana Paula Padrão, o reality show com cozinheiros amadores fez sucesso na TV.

Além de programas há uma profusão de livros sendo lançados a todo instante, e em destaques nas prateleiras das livrarias. Existem muitas razões que podem ser atribuídas para a reconquista do glamour para a arte de cozinhar. Muitos estão em busca de uma alimentação mais saudável e, desta maneira, investem em leituras e cursos para conhecer mais sobre o valor nutricional de alimentos e aprender técnicas para melhor aproveitamento. Outros tantos buscam em confrarias, clubes gourmets ou nos cursos uma maneira de fazer novos amigos. Também querem aprender pratos mais elaborados para fazer bonito na hora de receber amigos em casa. Além de propiciar socialização, “por a mão na massa”, literalmente, pode ser uma excelente atividade para relaxar. Não à toa é possível encontrar cada vez mais executivos em cursos noturnos de culinária nas grandes cidades. Se antes cozinhar era falta de opção, hoje é escolha certeira em busca de mais qualidade de vida.

Para muitas pessoas, convidar amigos ou familiares, pensar no cardápio, escolher alimentos, cozinhar e arrumar uma mesa bonita funciona sim como terapia, por mais trabalhoso que possa parecer. Muitas pessoas que compartilham esses mesmos interesses acabam, às vezes, por formar ou aderirem às chamadas confrarias ou clubes gourmets, nas quais são realizados encontros periódicos para compartilharem pratos e cozinharem em conjunto.

Aos 75 anos, Lucia Trotta mantém vivo o prazer de cozinhar, mesmo as refeições triviais do dia a dia, compartilhada com a neta estudante, com quem vive no bairro da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Lucia costuma sair frequentemente com amigas para ir ao cinema e ao teatro e, nestas ocasiões, a comida é sempre um elemento presente. “Combinamos sempre de almoçar ou jantar antes ou depois dos passeios, pode ser em restaurantes, mas a preferência é em casa, onde podemos cozinhar”, conta. Com ascendências italiana e espanhola, Lucia diz que sempre adorou fogão e panelas e aprendeu os pratos típicos das duas tão exaltadas culinárias europeias observando a mãe e as tias.

Quando amigas e familiares a visitam, Lucia gosta de preparar e servir doces, que considera sua especialidade, como pavê, bolo com sorvete e docinhos amanteigados. Também gosta de assistir programas culinários na televisão e se arrisca a copiar pratos que considera menos trabalhosos. “Muitas vezes testo receitas que vejo na TV, principalmente os pratos mais fáceis”, diz.

Para Lucia, um exemplo de prato “simples” pode ser o legítimo nhoque italiano que ela costuma cozinhar para a neta, uma receita que para muitos demandaria uma ocasião especial para o preparo. Viúva e com um casal de filhos morando em São Paulo, Lucia afirma que sempre gostou de cozinhar e jamais viu a tarefa como obrigação. Um prazer que a ajuda passar o tempo e pode ser sinônimo de diversão quando família e amigos estão reunidos.

Nas cozinhas profissionais também está o retrato da atual valorização da atividade. Os cozinheiros ganharam status de celebridades, com espaço em programas de TV e capas de revistas. No Brasil, até o início dos anos 90, apenas os restaurantes mais conceituados tinham seus chefs reconhecidos, especialmente os grandes nomes internacionais que começaram a desembarcar no país, como os franceses Emmanuel Bassoleil e Laurent Suaadeau. Em 2014, a brasileira Helena Rizzo, do restaurante Maní, de São Paulo, foi eleita a melhor chef mulher do mundo pela revista inglesa “The Restaurant “. Com o interesse crescente por uma alimentação mais saudável e com as atribuídas propriedades terapêuticas da arte de cozinhar, a aposta é que esta tendência veio para ficar.

Quer compartilhar uma receita? Envie um e-mail para o endereço atividade@telehelp.com.br contando um pouco a história do seu ”prato de assinatura” e o passo a passo. Ele pode ser escolhido para entrar na próxima edição do jornal e ser publicado também aqui no blog Atividade. Inspire-se!

CURSOS

Eles podem ensinar o preparo de pratos simples para o dia-a-dia, técnicas mais sofisticadas, ou focar em um único alimento, por exemplo, como cozinhar peixe. Hoje existem cursos gastronômicos para todos os interesses. Os cursos também pódem ser em domicílio, para um grupo de amigos ou em workshops coletivos. O jornal Atividade selecionou alguns:

SESC – A instituição realiza regularmente oficinas e cursos sobre os mais variados temas gastronômicos, muitos deles gratuitos. Para saber mais é preciso ficar atento à programação da unidade mais próxima ou de interesse. Site: www.sesc.com.br

Escola Wilma Kovesi – Uma das mais antigas, a escola oferece cursos há 30 anos em São Paulo. As opções são bem variadas, e podem ser desde aula sobre peixe com a chefe Carla Pernambuco, do restaurante Carlota, até cursos noturnos sobre bolo, conservas, culinária japonesa, e sobre montagem de pratos. Site: www.wkcozinha.com.br

Escola de Confeitaria Diego Lozano – Para quem gosta de doces, a escola oferece cursos focados em chocolate, doces finos, intensivos de confeitaria e até aulas com chefs internacionais. Está localizada no bairro Vila Mariana, em São Paulo. Site: http://escoladeconfeitaria.com.br

Instituto da Cerveja Brasil – Na onda do crescimento dos rótulos diferenciados no país, realiza cursos de sommelier de cervejas em diversas capitais e cidades brasileiras e também cursos de introdução ao universo das cervejas especiais. Site: www.institutodacerveja.com.br

Ciclo das Vinhas Escola do Vinho & Livraria – Para quem gosta de vinhos, a escola em São Paulo oferece cursos introdutórios sobre a bebida, harmonização com queijos e aulas temáticas que incluem a culinária regional da França. Site: www.alexandracorvo.com.br

Vila do Chef – Situado em Belo Horizonte, o local oferece espaço com cozinha equipada para que amigos possam realizar encontros de confrarias gastronômicas. Site: www.viladochef.com.br

As Marias Culinária – Localizada no bairro com maior concentração de idosos no país, Copacabana, no Rio de Janeiro, a escola oferece cursos para iniciantes e também sobre temas específicos, como bacalhau e cup cakes. Site: http://asmariasculinaria.com.br/

EGAS – Em Porto Alegre, a Escola de Gastronomia também oferece cursos de curta duração para cozinheiros amadores que desejam se aperfeiçoar em um prato, como risoto e pizza, ou adquiri novas técnicas. Site: www.egasrs.com.br



Voltar para todas as notícias

Conheça nosso canal

Siga a Telehelp nessa rede social e veja os nossos vídeos e novidades que devem auxilia-lo a entender melhor nossos serviços.

Conheça Conheça

Perguntas frequentes

Ainda com dúvidas, aqui você pode esclarece-las com o nosso FAQ, tendo acesso às perguntas e respostas às dúvidas mais frequentes.

Leia Mais Leia Mais

Depoimento

Confira depoimentos e áudios reais de quem utiliza o serviço de teleassistência

Veja mais Veja mais