Ligamos para você

Se preferir, ligue grátis para:0800 014 2001

Calcule seu risco de queda

26 / 01

Personal trainer para a terceira idade

Popularizada pelas celebridades, a atividade física praticada com a orientação de um personal trainer pode ter benefícios em

Popularizada pelas celebridades, a atividade física praticada com a orientação de um personal trainer pode ter benefícios em relação à prática de exercícios de forma genérica, em uma academia, por exemplo. Engana-se, no entanto, quem pensa que esta opção é apenas para os mais jovens, que gostam de “treinar pesado”. Cada vez mais requisitado, o trabalho de um educador físico voltado exclusivamente para a terceira idade pode se tornar um aliado poderoso na busca por mais saúde e qualidade de vida.

Personal trainer para a terceira idade

Mauricio Montelli“

A profissão de personal trainer é relativamente nova no país, surgiu em meados da década de 90. O trabalho voltado para atividade física no envelhecimento vem crescendo muito, tanto que nos cursos de Educação Física das universidades o interesse pelo tema tem favorecido as práticas profissionais. A formação ocorre por meio de cursos de extensão universitária e de pós-graduação”, explica Maurício Montelli, Educador Físico voltado para a terceira idade, com pós-graduação em Condicionamento Físico e Saúde no Envelhecimento.

O trabalho direcionado para aqueles que já atingiram a maturidade tem suas particularidades, uma vez que, na maioria dos casos, há a associação com algumas patologias. O profissional precisa, então, ser preparado para uma série de avaliações prévias. “É necessário ter conhecimentos sobre fisiologia do exercício, ou seja, como o organismo se adapta ao treinamento físico nesta faixa etária, bem como domínio sobre o processo de envelhecimento e conhecimento das doenças crônico-degenerativas. Também é fundamental avaliar bem a adaptabilidade e escolha das atividades ideais para o idoso“, afirma Montelli, que desde 2007 atende, em São Paulo, o público da terceira idade.

Antes de começar o trabalho com um personal trainer, o aluno passa por uma verdadeira consulta, na qual o profissional perguntará sobre antecedentes de doenças, fraturas, cirurgias, entre outros itens, além de orientar para uma avaliação médica. No primeiro encontro são discutidas as necessidades e metas, além das atividades que poderão ser realizadas. “Professor e aluno precisam estar na mesma sintonia, a fim de alcançar os objetivos”, diz Maurício. “Caso haja necessidade, agendo uma visita com o médico do aluno para esclarecimentos sobre seu estado clínico e emocional”. Com todos esses dados em mãos é que será feita a prescrição dos exercícios.

Além do trabalho individualizado, outra vantagem de contar com um personal trainer é que as atividades podem ser realizadas na própria residência do aluno, na academia do condomínio, em uma praça, ou qualquer outro local em que a pessoa se sentir melhor.

AS AULAS – Maurício conta que utiliza vários acessórios que ajudam a motivar e a diversificar as aulas, como fit ball (bola), caneleiras, faixas elásticas, pesos, disco de equilíbrio, entre outros. “Se a aula for na academia utilizo também os aparelhos de musculação, incluindo esteira, bicicleta ergométrica, etc. Durante as aulas realizo o controle da pressão arterial, da oxigenação e da frequência cardíaca”.

O programa de exercícios que Maurício costuma preparar contém aquecimento, alongamentos e movimentos articulares, fundamentais para evitar lesões, exercício aeróbico (como esteira, bicicleta ergométrica, caminhada e etc.) de baixo impacto nas estruturas musculares, esqueléticas e articulares, de intensidade moderada realizada de forma gradual para permitir melhor adaptação. Entre os benefícios observados pelos praticantes com os exercícios está o aumento da resistência e da força muscular, flexibilidade, coordenação, equilíbrio e melhoria e manutenção da execução das atividades diárias. O ideal é realizar as atividades de duas a três vezes por semana, complementando com uma caminhada nos dias sem aula.

Mesmo uma pessoa com restrição de movimentos pode realizar exercícios? Esta é uma pergunta que muitos costumam fazer e, segundo Maurício, a resposta é sim, desde que seja avaliado o motivo da restrição. “Por isso a importância do trabalho multidisciplinar entre o médico que assiste o paciente e o educador físico, para discutir qual é o melhor caminho. Sabe-se que o mínimo de atividades físicas pode gerar grandes benefícios, pois a prática orientada e realizada regularmente aumenta a expectativa de vida, reduz as taxas de morbidade e mortalidade, assim como o número de medicamentos prescritos”, finaliza.

CUIDADOS NA PRÁTICA DE ATIVIDADES FÍSICAS

Após a realização da avaliação física com caráter diagnóstico, é importante a adoção de outros cuidados que auxiliarão a prática dos exercícios. Confira alguns itens fundamentais:

- Privilegiar a prática de atividades físicas em dias alternados durante a semana.

- O idoso geralmente apresenta baixa tolerância física às condições ambientais extremas. Por esta razão, aconselha-se a prática de atividades nos horários em que a temperatura se apresenta moderada, como início da

manhã e fim da tarde. Ambientes extremamente quentes podem levar ao aumento significativo da frequência cardíaca, sobrecarregando o coração, além de ocasionar desidratação e até mesmo cãibras induzidas pelo calor.

- Caso o praticante esteja fazendo uso de algum medicamento é imprescindível que o profissional de Educação Física registre, com detalhes, o número e o horário que tais substâncias são utilizadas, pois as alterações orgânicas proporcionadas pelos exercícios, integradas às alterações geradas pelos medicamentos, podem produzir sérios efeitos colaterais.

- No programa de atividades físicas com pesos, as amplitudes dos movimentos precisam ser cuidadosamente adaptadas para cada caso específico.

- Usar roupas adequadas, bem como tênis com solado apropriado, ou seja, mais alto e confortável.

- Manter-se hidratado!

Contato Maurício Montelli, Educador Físico Especialista em Atividade Física para a Melhor Idade – e-mail: mauricio.montelli@terra.com.br / facebook.com/mauricio.montelli.1 / Tel.: (11) 99555-2977 e 38846073.



Voltar para todas as notícias

Conheça nosso canal

Siga a Telehelp nessa rede social e veja os nossos vídeos e novidades que devem auxilia-lo a entender melhor nossos serviços.

Conheça Conheça

Perguntas frequentes

Ainda com dúvidas, aqui você pode esclarece-las com o nosso FAQ, tendo acesso às perguntas e respostas às dúvidas mais frequentes.

Leia Mais Leia Mais

Depoimento

Confira depoimentos e áudios reais de quem utiliza o serviço de teleassistência

Veja mais Veja mais