Ligamos para você

Se preferir, ligue grátis para:0800 014 2001

Calcule seu risco de queda

01 / 02

Cuidados especiais com os idosos no verão

O verão é uma das estações mais agradáveis do ano, mas suas temperaturas elevadas podem causar

O verão é uma das estações mais agradáveis do ano, mas suas temperaturas elevadas podem causar alguns problemas como desidratação, quedas bruscas de pressão, indisposições alimentares e infecções respiratórias. Sabendo da vulnerabilidade dos idosos a estes problemas, já que com o envelhecimento os controles naturais do organismo funcionam mais devagar, é importante tomar os devidos cuidados com a saúde nessa época do ano.

O corpo humano possui 80% de água, conforme o dia passa, esse líquido se dissolve nas proteínas, suores, hormônios, fluídos entre outros. Agora, imagine só se você não beber água? O corpo começa a desidratar, isso acontece quando a eliminação de água do corpo é maior do que a ingestão. As consequências podem variar desde casos leves como tonturas e sede excessiva, como também podem agravar prisão de ventre e cálculo renal, ter graves quadros de queda de pressão arterial, tontura, perda dos sentidos, lesões em órgãos internos como rins, fígado e cérebro.

A desidratação também pode acontecer decorrente da transpiração excessiva, vômitos, diarreia e o uso de diuréticos. A transpiração excessiva pode ser evitada através de um ambiente com boa ventilação, vestuário com roupas leves e evitando atividades físicas em horários de muito calor (geralmente das 10h às 15h). Os quadros de vômitos e diarreia podem ser controlados com o consumo de alimentos frescos, evitando alimentos que possuam facilidade de estragarem e serem contaminados por bactérias. Além disso, é importante sempre lavar as mãos para evitar a contaminação por staphylococcus.

Quedas de pressão no verão ocorrem com mais frequência porque as temperaturas altas fazem com que os vasos sanguíneos se dilatem para melhorar a transferência do calor pelo corpo, o que ajuda a controlar a temperatura corporal, mas que pode resultar na queda de pressão.

Beber líquidos, de preferência água, é essencial porque os idosos, por sofrerem alterações na composição corporal, acabam possuindo menos água no organismo o que diminui a função renal e causa uma série de problemas. Alguns idosos chegam a não sentir tanta sede como os jovens, mas a ingestão deste líquido é essencial mesmo que não haja sede.

A necessidade corporal diária de líquidos é de 30ml para cada quilo de peso, a recomendação média é de um litro e meio por dia (8 copos de 100ml). Os líquidos mais aconselháveis são sucos naturais, chás e água de coco. Isotônicos podem ser consumido mas devido à grande quantidade de sódio existente em sua composição é necessário tomar cuidado com o consumo moderado, já que tanto sódio pode ser um risco para aqueles que possuem problemas renais. Desapegue da crença de que a cerveja hidrata, porque isso não é verdade: o álcool pode ainda interferir negativamente com o hormônio anti-diurético, fazendo com que a desidratação ocorra de maneira ainda mais acelerada. Para saber se a hidratação de seu corpo está sendo o suficiente, é só olhar a cor da urina, que deve sempre estar bem clarinha.

Portanto, aproveite este verão se cuidando!



Voltar para todas as notícias

Conheça nosso canal

Siga a Telehelp nessa rede social e veja os nossos vídeos e novidades que devem auxilia-lo a entender melhor nossos serviços.

Conheça Conheça

Perguntas frequentes

Ainda com dúvidas, aqui você pode esclarece-las com o nosso FAQ, tendo acesso às perguntas e respostas às dúvidas mais frequentes.

Leia Mais Leia Mais

Depoimento

Confira depoimentos e áudios reais de quem utiliza o serviço de teleassistência

Veja mais Veja mais