Ligamos para você

Se preferir, ligue grátis para:0800 014 2001

Calcule seu risco de queda
0800 014 2001
Login

25 / 09

UM EXEMPLO DE MULHER ADMIRÁVEL

É como diz a canção: “Viver e não ter a vergonha de ser feliz”! Um viva a Vera!

(História do leitor)

Fazer o bem sem olhar a quem! Essa frase define perfeitamente a vida de Vera Cleyde Magalhães Modé. Nascida em São Simão, interior de São Paulo, em 22 de agosto de 1940, ela fez a escola Normal e tornou-se professora da rede pública de ensino. Casou-se com Waldemar Túlio Modé, e eles tiveram três filhos: Fernando, Ricardo e Luciana. Ao se mudar para Guarulhos, passou a dar aulas na escola Mater Amabilis, onde desenvolveu um brilhante trabalho de incentivo à leitura, promovendo encontros entre seus alunos e autores famosos. “Meu maior legado sempre foi o de proporcionar aos meus filhos uma educação de excelência, e procurei escolas que se encaixassem nessa exigência e que também fossem adequadas aos padrões financeiros de nossa família”, conta.

Atualmente viúva, ficou casada com seu grande amor até as bodas de ouro. “Vivemos uma vida muito feliz, e hoje guardo recordações repletas de muito carinho”, diz. Uma de suas maiores alegrias é curtir os netos: Helena, Giovana, Kauã, Arthur, Theodoro, Fernanda e João Pedro. “Procuro ser uma avó presente na vida deles e, em todas as oportunidades, principalmente nas férias, gosto de tê-los todos comigo, em viagens e passeios divertidíssimos”.

E é na cidade de Guarulhos, há exatos 50 anos, que ela vem desenvolvendo um trabalho junto ao Grupo de Senhoras Voluntárias, com a missão de ajudar entidades assistenciais. “Todas as terças-feiras, passamos a tarde juntas fazendo trabalhos manuais, artesanatos que são vendidos em bazares que organizamos com a comunidade local”, explica ela que é coordenadora. Todo o dinheiro arrecadado é convertido em alimentos, que são doados a quem precisa. “Algumas vezes recebemos o pedido de algum item extra, como cadeira de rodas, por exemplo. Então nos mobilizamos para atender o mais prontamente possível, pois sabemos a dificuldade que muitas famílias enfrentam”, conta ela.

Vera é uma mulher dinâmica, muito bonita, de bem com a vida. Apesar da baixa visão, enfrenta esse novo jeito de viver com um bom humor incrível. “É por isso que contratamos os excelentes serviços da TeleHelp, para que eu possa ter uma vida sossegada, e os meus filhos também”, diverte-se.

Sua prontidão em ajudar o próximo é contagiante, assim como sua risada leve. “Minha casa está hoje repleta dos trabalhos feitos pelas minhas amigas de voluntariado. Guardo-os aqui para ficar mais fácil de arrumá-los nos dias de eventos. Dessa maneira, vamos promovendo o bem enquanto nos encontramos semanalmente, conversamos, rimos, comemos as delícias que cada uma faz e traz, trocamos receitas, incentivos, dicas... sempre com muita alegria de viver”, finaliza.

É como diz a canção: “Viver e não ter a vergonha de ser feliz”! Um viva a Vera!



Voltar para todas as notícias

Conheça nosso canal

Siga a Telehelp nessa rede social e veja os nossos vídeos e novidades que devem auxilia-lo a entender melhor nossos serviços.

Conheça Conheça

Perguntas frequentes

Ainda com dúvidas, aqui você pode esclarece-las com o nosso FAQ, tendo acesso às perguntas e respostas às dúvidas mais frequentes.

Leia Mais Leia Mais

Depoimento

Confira depoimentos e áudios reais de quem utiliza o serviço de teleassistência

Veja mais Veja mais